Informações pessoais Informações Pessoais
Ciência e Tecnologia Ciência e Tecnologia
Embarcadero Delphi Delphi
Para Sua Área Profissional Área Profissional

CIÊNCIA E TECNOLOGIA


Alexander Page - Ciência: Colesterol
"Fenilcetonúricos: contém fenilalanina"... Afinal, o que é isso??

Nos rótulos de inúmeros alimentos há a advertência acima, principalmente em  refrigerantes dietéticos. Mas, afinal, o que isso significa?

fenilalanina hidroxilaseA fenilcetonúria é uma doença hereditária que consiste na ausência de uma enzima - a fenilalanina hidroxilase  - que participa da eliminação da fenilalanina, um aminoácido obtido através da alimentação. Este aminoácido está presente nas proteínas, portanto, no leite, nos ovos, nas carnes, no feijão, na soja e nos queijos. Também é encontrada no aspartame, adoçante substituto do açúcar. Quando a eliminação natural não ocorre, a fenilalanina passa a acumular-se no organismo até ser convertida em compostos tóxicos, designados por fenilcetonas (como o fenilacetato e a fenetilamina), que são expelidos pela urina. Os doentes com fenilcetonúria que ingerem a fenilalanina acabam sendo intoxicados pela substância, apresentando diferentes sintomas, incluindo atrasos mentais especialmente em crianças, e distúrbios intelectuais nos adultos.

Rótulo de refrigerante dietético: contém fenilalanina

Para isso é que existe o famoso "teste do pezinho", feito ao nascer. Quando positivo, o tratamento inicia-se imediatamente, para que a doença não afete o seu sistema nervoso.

O tratamento consiste na escaça ingestão de fenilalanina, desde os primeiros meses de vida e deve estender-se até a adolescência. Pesquisas recentes têm demonstrado que a restrição alimentar deve continuar, inclusive na idade adulta e, principalmente, na gravidez.

Como todas as proteínas contém fenilalanina, o tratamento exige uma restrição alimentar severa, sem alimentos protéicos como carne, leites e derivados e ovos. Para suplementar essa ausência, é introduzida no cardápio uma mistura de aminoácidos com pouca, ou nenhuma, fenilalanina. No mercado existem produtos especializados que contém baixo teor de proteínas que podem ser utilizados para tornar mais "normal" a alimentação.

É necessário um acompanhamento médico e nutricional, bem como a realização de exames periódicos.


Os benefícios da Fenilalanina

A fenilalanina, em indivíduos sem a Fenilcetonúria, realça o humor, a disposição e o ânimo, diminui as dores, auxilia na memória e no aprendizado, e suprime o apetite.

A suplementação de fenilalanina pode ser usada para tratar a artrite, depressão, cólicas menstruais, dores de cabeça, obesidade, mal de Parkinson, e esquizofrenias. A forma DL- da Fenilalanina pode aliviar os sintomas de tensão pré-menstrual (TPM) e vários tipos de dores crônicas.


 

(fonte / texto: CyberDiet e Wikipedia (Pt) / texto-adaptação: Alexandre S M Campos )