Informações pessoais Informações Pessoais
Ciência e Tecnologia Ciência e Tecnologia
Embarcadero Delphi Delphi
Para Sua Área Profissional Área Profissional

O aluno brasileiro não entende o que lê


O aluno brasileiro não compreende o que lê. O Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa) submeteu estudantes de 15 anos a uma prova de capacidade de leitura e chegou a essa conclusão. Com média de 396 pontos, numaAluno não entende o que lê escala que pode ultrapassar 626, os alunos brasileiros foram classificados no nível 1, o mais elementar. Ou seja, são considerados praticamente analfabetos funcionais, capazes de identificar letras, palavras e frases, mas não de compreender o sentido do que lêem.

Entre 32 países submetidos ao teste, o Brasil ficou em último lugar. Em penúltimo, o México. A prova foi aplicada no ano passado, envolvendo ao todo 265 mil estudantes de escolas públicas e privadas. No Brasil, participaram 4,8 mil alunos de 7a e 8a série do ensino fundamental e do 1o e 2o ano do ensino médio. O objetivo foi verificar o preparo escolar de adolescentes de 15 anos, tendo em vista os desafios que terão pela frente na vida adulta. Os estudantes brasileiros têm a tendência de responder pelo que acham e não pelo que efetivamente está escrito.

"A escola brasileira tem que ensinar o aluno a ler", disse o ministro da Educação, Paulo Renato Souza. Ele atribuiu o mau desempenho ao atraso escolar, ou seja, ao fato de metade dos alunos de 15 anos submetidos à avaliação freqüentar a 7a ou a 8a série - quando, pela idade, já deveria ter concluído o ensino fundamental e estar cursando o 1o ano do ensino médio. A outra razão é a falta de atualização das bibliotecas brasileiras, parecem verdadeiros túmulos. Não há computadores, os livros estão defasados e não há nada que prenda a atenção de uma criança ou adolescente..


(Fonte: extraído na íntegra do Portal Aprendiz )